• Tech / Curiosidades

13/abr/2017

    Hello pessoal! Tudo bem com vocês?

    Estou sumidinha não é? Me perdoem esse hiatus de posts, mas cá estou de volta e com uma resenha sobre esse maraviwonderful filme: “A Bela e a Fera”. Muitos me julgarão porque não assisti o filme na versão animação da Disney… sou um pouco fora dos padrões assim, rs… eu não costumo acompanhar os filmes, séries, livros da “moda” no mesmo período que todos… costumo ver bem depois, quando me dá na telha mesmo hahah.

    Quaaaase foi assim com “A Bela e a Fera” nessa versão “humana”. Mas vamos ao que interessa.

    O filme musical, possui uma doçura, graça e delicadeza em apresentar detalhes para o público, sobre a vida da jovem Bela, uma garota intelectual que gosta de ler e viajar pelo mundo da literatura a fim de descobrir coisas diferentes de sua realidade, tão simplória, com a qual vive desde sempre com seu pai, em uma vila. Em um período de revoluções e muitas reviravoltas nas culturas, o filme (que na verdade é um livro de uma escritora francesa –  Gabrielle-Suzanne Barbot, adaptado por  Linda Woolverton da equipe de produção do Walt Disney) mostra a escandalização das pessoas com aqueles que se enquadram em um padrão neoclassicista, onde a valorização da razão, da ciência, dos estudo para se chegar ao conhecimento humano, era incomum, como no caso de Bela, que se sente inferior aos demais de sua vila, e é inclusive, chamada de “estranha” pelos que não compreendem essa ânsia de sabedoria que ela tem.

    Bela é uma moça muito bonita e é desejada por um jovem caçador chamado Gaston, que incessantemente tenta convencê-la de que ele é o seu par ideal, o marido perfeito. Porém Bela, não se rende aos “encantos” do galanteador Gaston, que se enfurece e tenta de todo jeito conquistá-la (por bem ou por mal).

    Um dia, o pai da Bela sai para uma viagem e ao sair ela pede para que o pai traga uma rosa de presente, como de costume. No caminho, o pai se depara com um castelo com inúmeras roseiras, com rosas brancas. Lembrou-se de Bela e decidiu retirar um botão para levar à filha, porém foi capturado pelo “monstro” do castelo, a famigerada Fera.

    É então preso, e seu cavalo Phillippe corre de volta ao vilarejo, encontra Bela, e essa desesperada por não ver o pai segue em busca dele junto com o cavalo. 

    A trama só está começando e o enredo é muito bem elaborado… é um conto de fadas, com mistério, suspense, ação, muita diversão que é garantida pela trilha sonora animada deste musical. Quem gosta de filme musical, vai A-M-A-R este filme!

    Bela se envolve em um acordo com a Fera, para que este liberte seu pai, e por lá ela permanece por dias e semanas… até que aprende a “domar” a fera, conseguindo enxergar o que havia de mais puro nele. Entre idas e vindas, Gastón tenta de todas as formas recuperar bela para si, e eu não preciso nem dizer que todos os tiros saem pela culatra não é?

    O fim? Claro que não vou contar, mas aqueles que assim como eu não conheciam  o enredo, vão se apaixonar e se arrepender de não tê-lo visto antes!

     

    Este filme é emocionante, e traz uma linda mensagem que serve de lição de vida: Não devemos nos importar com aparências, as pessoas possuem qualidades, e se tivermos paciência, podemos descobrí-las… a beleza não vem do exterior, mas sim do interior! Lindo não é?

     

    Quem aí assistiu? Me contem, gostaram? Comparado com a versão animação, a recriação foi fiel?

    Bom final de semana e até o próximo post!

    Compartilhar com:

    FacebookTwitterGoogleTumblrPinterestPocket


    0 Comentários

    Deixe o seu comentário!

Ana Carolina Santos

Olá meu nome é Ana Carolina mas gosto que me chamem de Carol. Tenho 22 anos, sou Publicitária e moro em São Carlos - SP. Amo viajar, conhecer lugares novos, culturas novas, pessoas novas. Amo cantar (no chuveiro) e dançar... Dormir e comer também são meus hobbies favoritos, mas acho que o amor por estar conectada e saber tudo sobre as redes sociais ainda é maior.

Me acompanhe nas redes sociais:

Snapchat: carulinasantos
Instagram: @carulinasantos
Facebook: Ana Carolina Santos
Twitter: @carulinaasantos


Sarina Gonçalves

Olá sou a Sarina, mas podem me chamar de Sa. Tenho 19 anos e, como a Carol, nasci e cresci na minha querida São Carlos - SP, estou começando nesse ano de 2016 meu curso de Jornalismo! Gosto de escrever, ler poesias, e tudo que se conecta ao mundo jornalístico de notícias e informações, sou apaixonada pela área de beleza, e recentemente comecei minha carreira de maquiadora, que tenho a propensão de estar sempre crescendo! O mundo digital me encanta muito e creio que o blog só aumentará meu amor por tudo: o jornalismo, a maquiagem e o virtual!

Me acompanhe nas redes sociais:

Snapchat: @sarina.gs
Instagram: @sarinamakeup
Facebook: Sarina Gonçalves e Página do Facebook: /sarinamakeupl